Conder lava e pinta fachada da igreja para Trezena de Santo Antônio

Área de Atuação
Centro Antigo de Salvador

A fachada da Igreja de Santo Antônio Além do Carmo, localizada no extremo norte do Centro Histórico de Salvador (CHS), está recebendo lavagem e pintura para as comemorações da Trezena de Santo Antônio que começa dia 01/06 e pelos 430 anos da Paróquia do bairro do Santo Antônio. Os serviços são feitos pela Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder). O primeiro passo foi a lavagem das paredes, depois raspagem de pinturas antigas, seguida de aplicação de selador, emassamento e finalmente a pintura de cor amarelo claro. A Conder já tinha feito parte da pintura no ano passado e concluiu agora. A paleta de cores é determinada pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultura da Bahia (Ipac).

“Além da importância para os festejos de Santo Antônio muito tradicionais no bairro, essa igreja está na zona de preservação rigorosa pelo artigo n°113 da Lei Municipal n° 2.403 de 1972, assim como, na poligonal de tombamento federal como Patrimônio do Brasil pelo IPHAN (1984) e chancelado pela UNESCO (1985) como Patrimônio da Humanidade”, diz o coordenador do Escritório da CONDER no CHS, arquiteto Zulu Araújo. Ele explica que a igreja que vemos hoje é típica do século XIX, mas que antes disso haviam no mesmo lugar outras capelas dedicadas a Santo Antônio desde o século XVII.

GRUA de 45 METROS – Como a igreja é muito alta, para atingir a torre do sino a Conder utilizou a plataforma suspensa que funciona com uma grua de 45 metros de altura. “Estamos utilizando esses mesmos equipamentos para pintar as fachadas do casario no Pelourinho e o telhado da Faculdade de Medicina no Terreiro de Jesus, com uma grua de 25 metros e essa de 45 metros”, comenta Zulu Araújo.

Embora a Conder não tenha como atribuição legal a conservação do Centro Histórico, a empresa vem atuando há muitos anos com ações pontuais nessa região. No bairro do Santo Antônio a Conder requalificou 17 mil m² de ruas, ampliando as calçadas tornando-as mais acessíveis com novo granito e pedras portuguesas e um sistema de acessibilidade, além do rebaixamento subterrâneo dos fios em vala técnica embutida com 16 mil metros de tubos para eletricidade e telecomunicações.

Na Rua Direita e na Ladeira do Boqueirão a Conder resgatou as suas características do século XIX, com pavimentação em pedra granítica em formato de paralelepípedo e melhorias no acesso, além da retirada dos postes e rebaixamento subterrâneo de fios aéreos. No último semestre de 2023 a Conder pintou também as fachadas das casas da Rua Direita do Santo Antônio.

RESPONSABILIDADE – A primeira responsabilidade dos imóveis do CHS é de cada proprietário, depois vem a administração municipal que é proprietária e faz a gestão do solo urbano da capital baiana e, por fim, o órgão que protege a área tombada, o IPHAN/MinC. Na mesma região a Conder também já construiu o maior edifício-garagem do Pelourinho entre a Baixa dos Sapateiros e a Rua das Laranjeiras, requalificou a Rua Chile, promoveu projetos de habitação e recuperação de fachadas de imóveis, além de melhorias prediais no casario.

o centro antigo, área estendida do centro histórico, a Conder também foi responsável pelo Projeto Pelas Ruas do Centro Antigo, que requalificou mais de 200 vias em 11 bairros. Esse trabalho, que ainda está em andamento, já totalizou R$ 124 milhões em sete anos de trabalho.