CONDER finaliza mais uma contenção de encosta e leva tranquilidade para milhares de moradores

Área de Atuação
Habitação, Encostas e Macrodrenagem
A obra integra o Programa Estadual de Prevenção de Desastres Naturais e contempla 109 áreas de Salvador.

Os moradores do bairro de Praia Grande, Subúrbio Ferroviário de Salvador, estão sendo contemplados com a contenção de mais uma encosta, realizada pela Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (CONDER). Nesta segunda-feira (14), o governador Rui Costa entregou os serviços concluídos, que vão proporcionar mais tranquilidade e segurança para mais de três mil pessoas da Rua Amazonas e do seu entorno. A obra integra o Programa Estadual de Prevenção de Desastres Naturais, em execução pela companhia, vinculada à Secretaria Estadual de Desenvolvimento Urbano (Sedur).  Estiveram presentes também o secretário de Desenvolvimento Urbano, Nelson Pelegrino e o presidente da CONDER, José Trindade.

“Esse programa é um investimento histórico desse estado em proteção de encosta para salvar vidas. Não só em Salvador, mas em Candeias. São vários lotes. Faço questão de vir conhecer como ficou, após a conclusão”, explicou Rui Costa, acrescentando o motivo da região do Subúrbio ser contemplada com maior volume de investimento: “A maior parte do solo do subúrbio é massapê, muito perigoso e que desliza com facilidade, quando em contato com a água. Por isso que nessa região acontecem muitos acidentes com deslizamentos de terra, muitas tragédias com perdas de vida”.

Praia Grande 

Essa é a quarta obra de contenção de encosta executada pela CONDER em Praia Grande. Em 2018, foram investidos R$ 5 milhões para a construção de duas estruturas que acabasse, definitivamente, com o risco de deslizamentos de terra nas ruas Nova Aliança e 2ª. Avenida da Prefeitura. No ano passado (2020), foi a vez dos moradores da Rua do Voltz e do seu entorno serem beneficiados com a obra de estabilização. Um investimento de R$ 2 milhões.

Para a realização da contenção de encosta na Rua Amazonas foram investidos R$ 3,5 milhões, sendo que a solução proposta para a intervenção foi a execução de painéis com solo grampeado. Além disso, foi executada também serviços de pavimentação, guarda-corpo, área de lazer e escada drenante. “Nas obras de contenção realizadas pela CONDER são utilizadas técnicas definitivas para construir a estrutura e, assim, evitar que ocorram deslizamentos nas áreas de risco alto e muito alto que estão sob a nossa responsabilidade”, esclarece Maurício Mathias, diretor de Habitação de Urbanização Integrada da CONDER.

Programa

A obra integra o Programa Estadual de Prevenção de Desastres Naturais e contempla 109 áreas de Salvador.

Desde que o programa teve início, em 2014, 69 localidades de Salvador e três de Candeias já foram beneficiados com investimentos que ultrapassam o valor de R$ 120 milhões. Estão sob os cuidados da CONDER 109 áreas de risco alto e muito alto de Salvador, a exemplo dos bairros de Cajazeiras, Palestina, São Cristóvão, Castelo Branco, Bela Vista do Lobato, Liberdade, Paripe, Alto do Peru, Pau da Lima, Pirajá, Plataforma, Beiru, Coutos, ente outros. Em Candeias foram construídas contenções nas ruas Cajueiro, Santa Clara e Sarandi.

Recursos

Foram captados recursos na ordem de R$ 156 milhões do PAC - Prevenção de Desastres Naturais do Governo Federal para a construção de contenções em 98 pontos considerados de risco alto e muito alto – conforme classificação do plano diretor da capital baiana para as áreas mais suscetíveis à deslizamento de terra. Os benefícios foram estendidos para outros 14 locais vulneráveis, sendo 3 em Candeias e 11 em Salvador, onde estão sendo investidos mais R$ 56 milhões.  As áreas mais afetadas estão localizadas no miolo da cidade e no Subúrbio Ferroviário de Salvador.

Texto: Ascom CONDER

Fotos: Camila Souza/GOVBA e Ascom/CONDER

Termos