Governo entrega nova maternidade no Subúrbio Ferroviário

Área de Atuação
Hospitais, Policlínicas e Edificações Públicas
Maternidade Maria Conceição de Jesus na Avenida Suburbana
Maternidade Maria Conceição de Jesus na Avenida Suburbana

A nova maternidade do Subúrbio Ferroviário de Salvador, batizada em homenagem à enfermeira Maria Conceição de Jesus, pioneira na área obstétrica na Bahia, foi inaugurada na manhã desta segunda-feira (31) pelo governador Rui Costa no bairro de Coutos, na Avenida Suburbana, onde funcionou o Hospital João Batista Caribé. “Foram 30 anos de dedicação, de humanização em serviço. Uma mulher que mesmo aposentada, ela preferiu prosseguir trabalhando, cada dia mais dedicada ao papel da enfermeira, que é cuidar da vida”, resumiu Joaquim Assis, o sobrinho da homenageada, que faleceu em julho de 2020, em decorrência do agravamento do quadro de infecção pelo coronavírus.


Construída pelo Governo do Estado, através da parceria estabelecida entre a Secretaria Estadual da Saúde e a CONDER, a Maternidade Maria Conceição de Jesus tem a capacidade de realizar 480 partos por mês com leitos especializados, de acordo com a atenção necessária, representando um investimento da ordem de R$ 41 milhões, como detalha a subsecretária da Saúde, Tereza Paim. “É um grande empreendimento com 90 leitos que serão conduzidos por equipes de especialistas do início da vida dos bebês até a ida para casa com suas mamães. Divididos entre 25 leitos clínicos, 25 leitos cirúrgicos, 10 leitos para gestantes de alto risco, 10 leitos de UTI neonatal, 15 leitos de cuidados intermediários e 5 leitos no Centro de Parto Normal Peri-hospitalar com assistência de baixo risco”.


Durante a coletiva de imprensa, o governador Rui Costa destacou o trabalho realizado pelo Governo do Estado na área da saúde, valorizando a marca de 25 policlínicas prestes a ser atingida. “Nos últimos seis anos, a Bahia é o segundo estado em investimento público na área da saúde, perdendo apenas para São Paulo que tem o orçamento sete vezes maior”. De acordo com o governador, a unidade entregue faz parte de um pacote de seis novas maternidades garantidas pelo Governo do Estado.

"Nós já fizemos a intervenção no Hospital da Criança, acrescentando um andar inteiro com 100 leitos para a maternidade. Assim que conseguirmos reverter o uso do Hospital Metropolitano, que atualmente está dedicado ao atendimento da Covid-19, nós iremos transferir o hospital que hoje funciona no Menandro de Farias, em Lauro de Freitas, para o Hospital Metropolitano, e o Menandro se transformará numa unidade materno-infantil com um padrão alto de qualidade”, explicou o governador, lembrando ainda a retomada das obras da maternidade de Camaçari.

Para o presidente da CONDER, José Trindade, a nova maternidade é uma contribuição importante da CONDER no cuidado com as pessoas. “Seguimos o alinhamento do governador, que tem trabalhado para atender as pessoas, promover o bem-estar. Aqui na região da Suburbana temos exemplos de obras feitas para cuidar de gente. Seja essa maternidade e a policlínica de Escada para cuidar da saúde ou as obras nas encostas que cuidam da segurança”.

Maternidade possui 90  com cuidados especializados
Maternidade possui 90 leitos com cuidados especializados

Entregue logo após o dia de combate à mortalidade materna (28 de Maio), a nova maternidade já nasce como referência na saúde materno-infantil da capital baiana. Motivo de orgulho para quem viveu a rotina das obras de construção, desde a instalação do canteiro. Entre os operários, técnicos, arquitetos e engenheiros, Valnei Sapucaia, da equipe da Superintendência de Edificações Públicas da CONDER, conhece como poucos cada detalhe do projeto e compartilhou a felicidade pela entrega do equipamento de saúde para a comunidade.  "Momento de muita alegria, ver essa obra pronta sendo passada para a comunidade, que será muito bem atendida aqui. Foram instalados muitos equipamentos que não são comuns em maternidades públicas”, valoriza o engenheiro, citando uma banheira para parto humanizado.


Valnei destaca algo que passa desapercebido para a maioria das pessoas, como o maior desafio na execução das obras da maternidade, que tem  área construída de 6500 metros quadrados. “O solo aqui nesta região da Suburbana é muito mole e não ajuda uma construção em níveis. Então tivemos que desenvolver um projeto de fundação em micro-estaca para depois subir os blocos, finalizando com uma estrutura metálica que abraçou o prédio já existente, além de uma mesoestrutura para sustentar o pavimento superior”. 

 

 

Homenagem

A enfermeira Maria de Jesus trabalhou durante 26 anos na Maternidade Albert Sabin, localizada em Cajazeiras, onde acompanhou o nascimento de milhares de crianças soteropolitanas pela rede pública estadual, chegando a dirigir a unidade. Formou-se em Ciências Biológicas, no ano de 1972, e em Enfermagem pela Universidade Federal da Bahia, em 1984, com especialização em Enfermagem Obstetrícia e Pós-graduação em Gestão Hospitalar. Uma mulher apaixonada pela profissão, apoiadora na defesa do SUS, que deixa um legado de comprometimento e empenho no cuidado com as vidas baianas, principalmente, na atenção à saúde da mulher e do recém-nascido.

"Nosso sentimento é de gratidão. Estamos muito satisfeitos pela homenagem e também pelas instalações. Quero parabenizar a CONDER pela estrutura fabulosa, de um hospital de primeiro mundo. Que fique o exemplo da enfermeira Maria de Jesus, do amor à vida, acima de qualquer coisa. De trazer a vida e fazer com que todas tenham como eixo principal o sentimento de amar ao próximo como a si mesmo", deseja Joaquim, sobrinho da enfermeira que entra para a história pela iniciativa do governo estadual.

Termos